sábado, 14 de novembro de 2009


O dia 4 de novembro foi maravilhoso para nós, futuros gestores culturais, pois fomos na 7ª Bienal do Mercosul e pq tivemos aquele bate-papo com o Frank Jorge. Sério! Foi um dia muito perfeito e com certeza inesquecível em nossas vidas.

Na Bienal, nos deparamos com um mundo completamente abstrato e ao mesmo tempo super significativo. No Cais do Porto, estão aquelas obras visuais, que nos fazem pensar sobre os temas sociais, inclusive. No MARGS, são desenhos, pinturas e fotografias que remetem à um leque de significados. Já no Santander, estão as obras projetáveis e essas são deslumbrantes, imaginativas e surpreendentes até. Eu, particularmente, adorei aquela obra que passa as fases do dia — o nascer do sol, o pôr do sol e também a noite —.

No bate-papo com o Frank, tivemos a oportunidade de entrar em contato com o verdadeiro Rock Gaúcho, que causa muita divergência e admiração, inclusive no próprio meio musical. O Frank foi muito bacana e de uma forma super sutil e até tímida, dissertou sobre a história do Rock e sobre as bandas do Sul... a maneira que os músicos tocam, a forma de divulgação, o lance da barreira musical que existe em função do eixo Rio-São Paulo...

Enfim, foi uma grande e divertida aprendizagem!


1 comentários:

Suélen Acosta disse...

Pena que a 2m não pode ver toda a Bienal...
Mas fora isso,foi maravilhoso!

Postar um comentário

 

Copyright 2010 Portfólio Cultural by Guilherme Quadros da Silva.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.